Foto: Site da PlayTable da Startup Playmove


Aprender leitura e escrita é algo prazeroso para muitas crianças. Agora imagina por meio de brincadeiras em uma mesa digital. Esta é a proposta da Playmove, startup de Santa Catarina que criou a PlayTable. A empresa desenvolve soluções que visam potencializar o ensino por meio da tecnologia.

A PlayTable possui uma tela de 21,5 polegadas Full HD sensível ao toque, conexão Wi-Fi e USB. O ensino é realizado com jogos e vídeos, buscando atrair as crianças de hoje, nativos digitais. Com isso, o aprendizado segue um viés lúdico e interativo, das habilidades cognitivas e de coordenação motora, bem como a interação social.

O software da PlayTable é adaptado para interação de crianças com TEA (autismo) e seus conteúdos são alinhados com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Segundo informações no site do produto, a PlayTable desenvolve o raciocínio lógico, a memorização, a atenção e paciência, a criatividade, a resolução de problemas, as linguagens de expressão e a coordenação motora fina e óculo manual. 

Além disso, é possível trabalhar de maneira específica, assuntos de matemática (operações), língua portuguesa (alfabetização), língua inglesa, ciências (corpo humano) e artes.


Para saber um pouco mais sobre a PlayTablet, favor acessar o artigo "Startup brasileira lança tablet que ensina crianças autistas a ler e escrever" de Rui Neto para a Olhar Digital ou acessar o site do produto aqui.


Carlos Giovanni Nunes de Carvalho é doutor em Engenharia de Teleinformática pela UFC e concluiu pós-doutorado na ArmTec Tecnologia em Robótica. Ele é um dos fundadores da Startup SociAutism, criada para facilitar o treino de habilidades sociais.

Mais informações sobre a SociAutism em fb.com/sociautism ou instagram.com/sociautism